Estou aqui hoje pra falar sobre um livro muito diferente dos que costumo ler: o Contos Negreiros de Marcelino Freire.
Trata-se de um livro de contos e por trazer a questão do negro e da desigualdade social foi escolhido para representar o item 14 do Desafio Literário, um livro com temática social. Ainda não havia lido nenhum livro de Marcelino mas já conhecia alguns de seus contos. Marcelino é um escritor brasileiro e não tão conhecido pela grande maioria das pessoas e por isso foi um desafio extremamente interessante e o livro figura agora, com certeza, entre os livros de contos que indico.

Por se tratar de um livro de contos é um pouco difícil resenhar, por isso preferi deixar algumas curiosidades sobre as características e escrita do livro, é mais justo visto que cada conto provoca no leitor uma reação ou emoção diferente. Ele é um livro super rápido de ler, como o jornalista Xico Sá prefacia "O cabra mal começa, acabou-se [...] A gente lê voando, priu, num sopro. É porrada mas sem ser chato"; não se engane, leitor, você pode lê-lo de várias formas mas não pode ignorar a temática central a qual Marcelino se dedica, a vida miserável que muitos negros continuam a levar, ainda nos dias atuais, e aí está a importância da temática social da obra, seu caráter de denúncia.



O autor escreve suas histórias em um ritmo e rima tão hipnotizantes que li todo o livro no caminho da faculdade pra casa, e li alguns de seus contos mais de uma vez, por ter me encantado tanto que precisava contagiar outras pessoas, por isso li para outros e como imaginava também os encantei, ou melhor, o Marcelino os encantou. O Johnattan, a Vaniclécia, o Célio, o Zé, a Totonha, a Yamami e tantos outros personagens que nos contam diferentes histórias de vidas em poucas páginas não deixam que terminemos essa leitura da mesma forma que começamos e por isso a nota para o livro Contos Negreiros é a maior que poderia dar, com louvor!


Classificação: 

Até a próxima resenha!
XOXO!



2 Comentários

  1. Acho que nenhum livro resenhado aqui no Crônica ou no Diário poderiam me dar mais vontade de ler, até porque já está na hora de tirar o nariz das páginas das fantasias e me dedicar a temáticas sociais e contos ao qual não estou muito acostumada, e essa "resenha" por mostrar que o livro não é muito grande, até porque tenho que começar devagar, também me trouxe muita curiosidade, me cativou e me deixou ávida por procurá-lo, apesar de eu achar que nas livrarias aqui de Brasília vai ser mais difícil.
    Obrigada por partilhar essa obra literária.
    Acho que o desafio não poderia começar melhor!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou suspeita pra falar mas adoro livro de contos, acho bem leve e divertido de ler, esse sem dúvidas me conquistou pela forma como o autor narra, com rimas que dão um ótimo ritmo à história.
      É sempre bom mergulharmos em novas leituras, novos gêneros, novos autores... Foi assim que descobri o meu autor favorito <3 <3

      Não havia encontrado antes mas agora que falou procurei pra ver se tinha em pdf pra te mandar e encontrei aqui, se não encontrar e quiser eu te mando por e-mail :)

      Fico feliz que tenha gostado :D
      Beijos!

      Excluir

Ao final do comentário deixe o seu link, se tiver, teremos o maior prazer em retribuir a visita e o carinho ❤
Se você nao tem uma conta no Google, pode comentar usando "Nome/URL".
P.S. Comentários genéricos não serão retribuídos.