Adiei por alguns dias, esperando o momento em que pudesse cumprir meu ritual de leitura com fidelidade, mas não resisti. Li ali mesmo, na frente de outros e pude sentir os olhos que pesaram sobre mim quando eu soltei um longo suspiro ao chegar ao ponto final da história. Claro que não foi de alívio, considerando o pouco de experiência que tenho com os contos da Karen, os suspiros que nós damos durante ou ao final da leitura nunca são de alívio; pelo contrário, o que absorvemos de cada história nos persegue por algum tempo e não foi diferente com o conto Ninguém.

O que li sobre o conto nem de longe me preparou para o que aquelas quase três páginas fariam comigo. Experimentei, correndo os olhos por cada palavra, o sentimento profundo que ocupava cada personagem e apesar de não levar parágrafos e mais parágrafos descrevendo o local a autora conseguiu me colocar lá, vendo a tortura física e psicológica que o Cirurgião podia causar.

"Ele me mostrou antes de me torturar. Ele disse que se eu queria ver, se procurava tanto por isso, que deveria ver com meus próprios olhos [...]".

Senti-me, como já descrevi na resenha de Horror em Gotas - outro livro da autora (para ler, clique aqui) -  paralisada de pânico, dessa vez, no entanto, o desespero não ficou por conta da água, que é cruelmente usada para torturar a vítima nem de nenhum elemento físico presente como acontece em alguns dos outros contos, o terror estava presente na história que se passa por trás da cena que é desvelada, tão sutilmente, pela então vítima do Cirurgião.

"Quando percebi isso, fiquei apavorado. Parei de procurar qualquer coisa que fosse [...] achei que, no final, ele não quisesse nada de mim. Quem eu era, afinal?"

Sem dúvidas o tipo de conto que nos faz ficar alguns minutos absorvendo o que aconteceu e isso é o que mais me conquistou na escrita da autora, afinal, não é difícil admirar uma pessoa que consegue criar, tão perfeitamente, histórias onde para as vítimas das situações a agonia é tão grande que a possibilidade de continuar vivendo é bem pior do que a certeza da própria morte.

Classificação:

Gostou da resenha? Já leu o conto?
Me conta aqui embaixo nos comentários o que achou, vou adorar conversar sobre o conto com você!
XOXO!



14 Comentários

  1. Ai meu Deus que resenha épica, Adriana! Obrigada, obrigada, obrigada! Fiquei aqui babando em tudo que você falou. Devidamente compartilhada! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Karen!
      Eu gostei mesmo muuuuuuuito do conto, não saberia dizer em que colocação está entre os que já li mas acho esse de longe um dos melhores.
      Fico muito honrada com a oportunidade de ser parceira de alguém que escreve histórias tão boas como as suas.

      Muito carinho!
      Um beijo!

      Excluir
  2. Olá! A sua resenha do conto ficou perfeita. Eu gostaria de ter essa habilidade para falar de contos dessa mesma forma. Você descreveu muito bem como eu me senti durante a leitura. Estou com mais contos da autora para ler e me preparando psicologicamente.

    Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sil!
      Fico feliz que tenha gostado! Gosto muito das suas resenhas também e você escreve bem sim :)
      Os contos da Karen são demais mesmo, né? <3

      Um beijo!

      Excluir
  3. Minha primeira vez no seu blog e já gostei haha (estou seguindo). Adorei sua resenha, muito bem escrita. Parabéns!

    Beijos,
    Natália.
    http://doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nathália. Que bom que gostou!
      Obrigada!

      Um beijo!

      Excluir
  4. Uauuuuu... que resenha!!!!!!! perfeita.... vc escreve muito bem!!!! estou com este conto guardadinho, mas ele é proximo da minha lista... hehehehe

    livros terapias / Fan page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Laila! Obrigada!
      Não perca a oportunidade de lê-lo, é mesmo muito bom :)

      Um beijo!

      Excluir
  5. Adorei a sua resenha, estou com muita vontade de ler o conto, de verdade, ficou sensacional e o conto deve ser maravilhoso mesmo!
    Estou adorando e seguindo o blog <3
    Criei um blog, recentemente, para falar sobre cinema e artes no geral, se puder dar uma olhadinha significaria muito para mim: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Willma, tudo bem?
      Ninguém é um conto maravilhoso e super curtinho, e você ainda consegue lê-lo de graça pela Amazon. Se tiver um tempinho dá uma olhadinha lá :)

      Já estarei visitando :)

      Um beijo!

      Excluir
  6. Helloo! Tudo numa nice?!
    Nossa, eu nunca li uma resenha de contos tão bem escrita como a sua. Realmente me fez ficar interessada na estória. Nunca li nada da autora, mas fiquei curiosa. Gosto de absorver aspectos em algo tão intricado e agoniante. Achei super interessante a proposta.
    Às vezes também evito e tento não ler em público porque pago muito mico com as caretas e as coisas que deixo transparecer na emoção da leitura ahaha!!
    Ótima resenha!
    Beijin...
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alana. Tudo bem?
      Fico feliz que tenha gostado, a Karen escreve contos de terror maravilhosamente bem e já é a minha queridinha no gênero <3
      Isso de ler em público sempre me rendem constrangimentos também mas eu finjo que não tenho vergonha, de vez em quando funciona...

      Um beijo!

      Excluir
  7. Gente, que resenha! Parabéns! Está muito boa mesmo.
    Eu já ouvi falar da autora, mas nunca li nada. Engraçado porque sou apaixonada por terror.
    Acabei de ler essa resenha com muita vontade de ler até a lista do mercado da Karen
    Beijos e seguindo
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza. Tudo bem?
      Fico feliz que tenha gostado!
      Lê a Karen sim, esse conto dela, inclusive, você consegue ler de graça pela Amazon, dá uma olhadinha :D

      Um beijo!

      Excluir

Ao final do comentário deixe o seu link, se tiver, teremos o maior prazer em retribuir a visita e o carinho ❤
Se você nao tem uma conta no Google, pode comentar usando "Nome/URL".
P.S. Comentários genéricos não serão retribuídos.