Oi, gente. Tudo bem?

Hoje eu vim falar sobre um conto que li recentemente e que escolhi pura e simplesmente pela capa. Não havia lido opiniões nem boas e nem ruins a seu respeito e as recomendações na Amazon foram tudo em que me guiei para ler essas vinte e tantas páginas.

Nestas páginas de diário, uma adolescente fora do comum escreve sobre seus dramas e conflitos familiares ao mesmo tempo corriqueiros e excepcionais, em uma narrativa envolvente, cheia de suspense e, claro, com o toque de fantasia característico de Carolina Munhóz, que vem conquistando jovens leitores por todo o Brasil.
Fui uma boa menina?, conto de estreia da autora na editora Rocco, é um presente de Natal para todos os fãs.

Fui uma Boa Menina? conta a história de uma adolescente que tenta esquecer e fugir de algo de seu passado que a assombra. Alguma coisa que teria acontecido no Natal e que justificasse tamanho ódio da garota por uma data tão comumente esperada.  
A narrativa se desenrola em primeira pessoa - na primeira parte - através da escrita em seu diário e traz longos parágrafos de desabafos de uma jovem revoltada e que se queixa, constantemente, da perda de alguém especial. 

Inicialmente imaginei que se tratava de algum amigo e que a data comemorativa só era por ela odiada por conta de um capricho qualquer (sim, ela faz o tipo dramão!) mas aos poucos ela nos revela a individualidade de sua implicação sem, no entanto, deixar de nos entediar com as repetições de seus lamentos. Qualquer que fosse a minha curiosidade com relação ao conto foi se extinguindo com o passar das páginas quando não houve um grande avanço da história e quando o suposto clímax da narrativa, revelado na segunda parte do conto - descrita por um narrador observador -, se apresenta ficamos ainda mais decepcionados com a trivialidade do acontecimento. 

A resolução do conflito se dá de uma maneira tão rápida e sem explicação que é impossível não se sentir traído pela autora, é como se um enorme problema estivesse ali em um momento e no segundo seguinte tivesse desaparecido. A banalidade foi tanta que pouquíssimo tempo depois nem me lembrava como havia se desenrolado a história ou mesmo que já havia lido-a. Talvez tenha sido, realmente, a intenção da autora mostrar que os supostos grandes problemas são resolvidos na verdade de maneira muito simples, ou talvez eu esteja apenas tentando achar uma lição relevante em uma leitura que não me agradou muito. O fato é que, independente de ter gostado ou não, ao final dessa leitura só consegui imaginar o que dizem todos os outros leitores à autora diante do questionamento desse título.

Classificação:


8 Comentários

  1. Oi Adriana...
    Ontem mesmo eu estava navegando pela Amazon e vi este conto por lá para baixar grátis... a capa tb me chamou atenção, mas fiquei receosa de ainda não ter lido nada a respeito e decidi não baixar... hahaha.. ai hoje vejo esta opinião... é a primeira que leio sobre este conto... q pena q o final é decepcionante, mas fiquei curiosa mesmo assim.... hehehe

    Belas terapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Laila.
      Foi um pouco decepcionante pra mim mas suspeito que seria pior se tivesse lido outras obras da autora e tivesse gostado. Como não foi o caso foi só um leve desapontamento mesmo, rsrs.
      Leia sim, no fim toda leitura é válida, e a história por trás é até interessante.

      Um beijo!

      Excluir
  2. Oi, Adriana!
    Eu li somente um livro da Carolina e curti muito. Mas tem alguns trabalhos dela que eu vejo que não são tão bons assim, como esse conto. Que contraditório!
    Vou passar essa dica para não mudar minha opinião sobre ela hahahha
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe do sorteio do livro Marianas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que comecei por uma história ruim então :(

      Excluir
  3. Oi Adriana,
    Eu tenho esse conto no Kindle, mas nunca tinha lido resenha sobre ele.
    Parte do enredo não era o que eu imaginava, mas ainda fiquei curiosa com os traumas da protagonista.

    tenha uma ótima quarta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei um pouco decepcionante mas pode ser que você goste. A ideia do enredo é bem original :)

      Ótima quarta pra você também!
      Um beijo!

      Excluir

Ao final do comentário deixe o seu link, se tiver, teremos o maior prazer em retribuir a visita e o carinho ❤
Se você nao tem uma conta no Google, pode comentar usando "Nome/URL".
P.S. Comentários genéricos não serão retribuídos.