Oi gente, tudo bem?

Hoje eu vim falar sobre o livro Vingança Mortal da escritora Raquel Machado. O livro representará o item 16 do Desafio Literário (quer saber como participar? clique aqui): Um livro para acabar em um dia. Li o livro em um dia pois não aguentava de curiosidade e toda a leitura foi cheia de surpresas e reviravoltas e o que mais tinha em minhas anotações eram interrogações, perguntas que nem sempre foram respondidas, e anotações que muitas vezes foram totalmente riscadas do papel e se eu pudesse ainda voltaria no tempo para "desescrever" aquelas minhas conclusões precipitadas, mas faz parte, né?


Sinopse:

Ao receber uma ligação sobre a morte de sua melhor amiga, Brenda volta a sua cidade natal, Lageado Grande. Lá ela vai ao velório de Nicole, onde encontra seu rosto marcado por facas. Uma dúvida surge: será que realmente foi um acidente como todos falam? Ao voltar para casa algumas pistas aparecem, e Brenda fica obstinada a investigar a morte de Nicole. Ela decide então voltar as suas raízes. Porém, o tempo parece ter mudado muitas coisas, inclusive as pessoas que ela imaginava conhecer. Envolvida em uma rede de intrigas, dinheiro, drogas e traição, ela se vê prestes a montar um quebra-cabeça, onde cada peça parece se encaixar com extrema exatidão. E a solução para esse mistério, pode revelar um segredo escondido há muito tempo.



Escrevendo essa resenha me peguei parando várias e várias vezes e, no final, os parágrafos que você lê agora acabaram não sendo escritos nessa ordem que vê em sua tela. Enquanto avaliava, por exemplo, por onde deveria começar minhas considerações a primeira palavra que veio à minha cabeça foi quebra-cabeça. Uma das escolhas mais certeiras para descrever o livro; nesse caso, quando a autora escolheu usar essa palavra já na sinopse, certamente, tencionava dar pistas sobre o estilo da sua narrativa e não fez por menos, a história cumpre exatamente o que promete.

quebra-cabeça
s.m. Informal. Algo que perturba, que aflige alguém.
Questão complexa.

Depois de muito considerar, decidi começar falando de Brenda, que é a personagem que narra a história (ou a maior parte dela) e é quem faz o mistério possível. Casada com o popular e super desejado Alan, Brenda vive um momento complicado em seu casamento de conto de fadas pois deseja muito ter um filho enquanto o marido sempre foge do assunto. Isso e a rotina corrida de Alan no trabalho fazem com que o casal se afaste cada vez mais e quando tem notícias da atual vida de seus colegas de colégio Brenda se sente ainda mais incompleta.



Depois que casou-se Brenda mudou-se com Alan de Lageado Grande para Caxias do Sul onde ela mantém um restaurante. Seus colegas de colégio Ricardo e Elenor, Luis e Alice, Nicole e Cristian também são casados entre si (ou moram juntos). Brenda não os descreve muito mas o faz bem e, dessa forma, as personalidades deles são bem construídas e nos são descritas logo no início, cada característica marcando sempre, fortemente, um casal: "os certinhos", "os festeiros", "os não-populares". Esses últimos são Nicole e Cristian, o foco das lembranças de Brenda, que considerava a garota como uma irmã. Ao relembrar o passado a protagonista começa a refletir sobre o exato momento em que elas se afastaram e chega à conclusão de que teria sido quando ambas começaram a namorar com seus respectivos companheiros; isso nos leva a fazer mais considerações que levam à conclusões equivocadas mas acreditem: esse é um ponto chave da história.


O real problema da trama começa, como podemos imaginar, quando Brenda recebe a notícia da morte de Nicole. Imediatamente só presenciamos nostalgia por parte da primeira mas quando ela vê a amiga no velório começa a suspeitar de que tudo não tenha sido apenas um acidente. Este momento, na minha opinião foi o mais "solto" da história, pois não conseguimos acreditar, verdadeiramente, que a perícia tenha deixado passar marcas de facadas (?) tão óbvias mesmo aos olhos de uma leiga, como é o caso da Brenda. Esse deslize, no entanto, não enfraquece a trama uma vez que a autora nos conduz magistralmente entre as personagens e nos faz desconfiar de absolutamente todos eles.


Apesar de ter um foco de suspeita principal no início Brenda parece não acreditar nas "evidências óbvias" que encontra. Inicialmente isso me deixou bastante irritada mas prosseguindo a leitura podemos perceber que na verdade ela tem motivos para desconfiar tanto dos outros quanto deste primeiro. Os motivos que levam à vingança que dá nome ao livro só são revelados no final e, apesar de talvez suspeitar de alguns dos aspectos você com certeza não descobrirá todos os nós da trama até que autora te conte. Isso que traz toda essa carga "mortal" à história: o golpe vem de perto, e, logicamente, é impossível se defender de quem estamos perto o suficiente para abraçar.

Classificação:

Sobre o livro:
Skoob Facebook |  Primeiros Capítulos | Orelha do Livro  | Book Trailer  | Google+  | Wattpad 

Saiba mais sobre a autora e como adquirir o livro clicando aqui!


14 Comentários

  1. Oi, Adriana!
    Eu li o livro da Raquel em 2 horas! O mais rápido do século!
    Eu curti porque não tem taaanta enrolação como alguns autores.
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Luiza!
      É um livro bem rápido mesmo, super dinâmico!

      Um beijo!

      Excluir
  2. Eu gostei muito deste livro... e realmente é um livro pra se ler em um dia... as reviravoltas são tantas q vc não consegui parar de ler...

    livros terapias / Sorteio de Fim de ano

    ResponderExcluir
  3. Minha cabeça sempre dá um problema quando leio sobre esse livro, porque meu nome é Brenda. hahaha Quando li o livro fiquei o tempo todo me colocando na história. Gostei bastante da história. E a Raquel é um amor! <3

    Beijos,
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahah, imagino, Brenda!
      Também teria esse problema... sempre que escuto ou leio meu nome ligo um "alerta", imagina ler o livro todo assim?! ahhahahaha

      É uma fofa mesmo :)

      Um beijo!

      Excluir
  4. Oi Adriana, tudo bem ???
    Essa não é a primeira vez que leio uma resenha do livro da Raquel Machado, mas preciso dizer que dentre as resenhas que já tive a a oportunidade de ler, a sua foi uma das que achei mais completinhas e instigantes. A história do livro em si já me deixou bem interessada, mas sua resenha me fez ter ainda mais vontade de conhecer o livro.
    Mesmo com os pontos negativos, acredito que esse livro deve ser ótimo, daqueles que te prendem até a última página, a menos que você sinta que ele é previsível demais, o que pode estragar a leitura, mas não acredito que esse seja o caso !!!
    Gostei muito de tudo o que disse, e se tiver a chance, não exitarei em ler esse livro !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ryoko. Tudo sim, e com você?
      Fico feliz que tenha gostado da resenha, o livro é bem dinâmico e a trama é toda amarrada meeeesmo, com certeza vale a leitura.
      A autora nos surpreende quando explica o motivo de tudo...
      Espero que tenha a oportunidade de lê-lo!

      Um beijo!

      Excluir
  5. Eu gosto de livros com essa pegada de suspense, drama e romance. Mas também já tinha lido outras resenhas desse livro em outros blogs e eles dizem a mesma coisa: muitos furos, coisas óbvias que a personagem não vê. E além disso, tem o problema da leitura rápida, que pra mim tem dois motivos: ou o livro é muito bom ou ele é fácil demais de ler que você perde o interesse e lê por ler.
    Acaba sendo triste pela autora não conseguir desenvolver um enredo tão legal.

    Beijo,
    paraisodemenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia. Tudo bem?
      Como a Raquel já explicou um pouco esse livro foi escrito quando ela tinha 16 anos e publicado tempos depois, acredito que isso tenha contribuído para que algumas partes tenham ficado um pouco superficiais. Além disso, depois de ler, conversando um pouco com a autora, ela me alertou da influência que Cristian podia ter como super vilão, ainda mais em uma cidade tão pequena...
      A história toda é muito bem amarrada e cheia de pequenos nós, se você der uma chance ao livro acredito que irá gostar, apesar de a leitura ser bem dinâmica. :)

      Um beijo!

      Excluir
  6. Oi querida,
    Gostei muito de sua resenha e fico feliz que o livro deixou várias questões enquanto você lia realmente era a intenção. Sobre o esquema dos policiais existem alguns motivos para isso ter acontecido dessa forma, infelizmente deveria ter descrito melhor no livro, mas fica a dica para o próximo.
    Beijos
    Raquel Machado
    Escritora Vingança Mortal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado. Como já disse estou torcendo por um novo livro contando a história por um outro lado, a versão da Nicole e/ou de Cristian. Não deixa de considerar, hein? :D

      Um beijo e muito obrigada pela confiança! <3

      Excluir
  7. Histórias de vingança sempre me interessam, desde as novelas mexicanas com esse tema até filmes com finais surpreendentes. O livro me parece ser muito bom em sua narrativa e no conduzir da trama, para ler em um dia, tem que cativar o leitor mesmo!

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jeniffer. Tudo bem?
      Realmente tem que ser um livro que nos prenda :D

      Um beijo!

      Excluir

Ao final do comentário deixe o seu link, se tiver, teremos o maior prazer em retribuir a visita e o carinho ❤
Se você nao tem uma conta no Google, pode comentar usando "Nome/URL".
P.S. Comentários genéricos não serão retribuídos.